terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Exercícios POPULAÇÃO

Questão 01

“O Social Security (previdência social dos Estados Unidos) fez 75 anos (...). A ocasião deveria ser marcada pela alegria, um momento para comemorar um programa que trouxe dignidade e decência para as vidas dos norte-americanos idosos. Mas o programa está sendo atacado, e alguns democratas, bem como quase todos os republicanos, participam desse ataque. Existem rumores de que a comissão do déficit do presidente Barack Obama poderá recomendar cortes mais profundos dos benefícios.”
 
Paul Krugman. Previdência social é atacada nos Estados Unidos e pode sofrer mudanças New York Times, 17 ago. 2010. http://noticias.uol.com.br/blogs-colunas/colunas-do-new-york-times/paul-krugman/2010/08/17/previdencia-social-e-atacadanos- estados-unidos-e-pode-sofrer-mudancas.jhtm
 
Em diversos países, os programas de previdência social arquitetados na primeira metade do século XX estão sendo questionados ou já sofreram reformulações. No caso dos Estados Unidos, entre os argumentos levantados pelos que defendem mudanças noSocial Security, destaca-se
 
A. o aumento da expectativa de vida, que justificaria um aumento proporcional na idade mínima da aposentadoria.
B. a isenção da contribuição pelos jovens, como medida utilizada nos Estados Unidos para combater o desemprego.
C. a necessidade de ampliar a competitividade da economia, por meio da flexibilização das leis trabalhistas.
D. o combate às elevadas taxas de informalidade e de subemprego resultantes dos encargos incidentes sobre o mercado de trabalho formal.
E. a democratização dos mecanismos da formação de poupança, por meio do fortalecimento das instituições privadas.

GABARITO: Letra A
Boa parte dos sistemas previdenciários criados na primeira metade do século XX, como o Social Security, davam conta de uma realidade demográfica que se transformou ao longo do tempo. Por exemplo, o aumento da expectativa de vida não foi acompanhado de uma aumento na idade de aposentadoria, gerando uma maior pressão da camada aposentada sobre a quantidade dos trabalhadores na ativa, reduzindo, hoje em dia, a relação entre quantidade de trabalhadores contribuindo na ativa e quantidade de aposentados recebendo os benefícios. Sendo assim, esses sistemas previdenciários vivem constantemente em déficit

Questão 02
Analise as pirâmides etárias A e B de duas situações demográficas fictícias.
 
Fonte: adaptação do autor.
Leia as afirmações I a IV e decida quais delas estão corretas.
I. A pirâmide A representa um país que dispõe de uma população economicamente ativa proporcionalmente maior que as outras faixas etárias, mas que tende a apresentar um sistema previdenciário deficitário em algumas décadas.
II. A pirâmide B pode indicar dificuldades orçamentárias mais relacionadas à educação básica do que ao setor previdenciário (aposentadorias).
III. Comparativamente, a pirâmide A pode indicar uma população mais instruída, e a pirâmide B, uma população mais excluída dos serviços sociais.
IV. A base larga da pirâmide B indica maior acesso aos serviços de saúde, o que se reflete em menor mortalidade infantil.
A) Estão corretas apenas as afirmações I, II e III.
B) Estão corretas as afirmações I, II, III e IV.
C) Estão corretas apenas as afirmações II e III.
D) Estão corretas apenas as afirmações I e III.
E) Estão corretas apenas as afirmações II, III e IV.

Gabarito: Letra A. 
Nota-se que a única afirmação incorreta é a IV, pois a base larga não é sinal de maior acesso a saúde. Isso é deficitário nos países subdesenvolvidos, que apresentam tipicamente essa pirâmide etária.

Questão 03
Leia o texto com atenção.
Esquerdas desprevenidas
“(...) Depois dos ataques ocorridos em setembro, quando George W. Bush, sem especificar o inimigo nacional, declarou os Estados Unidos em guerra contra o mal, não se inaugura um novo tipo de conflito, que passa por cima de todas as convenções firmadas para afirmar a irracionalidade da própria guerra? Isso acontece paradigmaticamente no Oriente Médio, quando leis e tratados valem apenas como instrumentos da violência. A guerra deixa de se processar entre Estados-nação para se converter numa luta entre nações cujos respectivos Estados, ou Estados em formação, passam a ficar sob a ameaça de um inimigo sem rosto, que pode até mesmo habitar o interior de seu próprio território. É de notar ainda como esse tipo de conflito está longe da guerra civil, quando um grupo trata de tomar o poder para reformar o Estado, ou da guerra revolucionária, cujo objetivo final seria a abolição do próprio Estado. O Estado-nação ameaçado abre mão daqueles ordenamentos jurídicos que legitimariam a violência exercida para se transformar ele mesmo num grupo terrorista. Em vez de se legitimar, agindo segundo a lei, passa a agir em nome da moral, como se existisse a moral universal. Cada parte, ao ver-se acuada, identifica-se com o Bem em luta contra o Mal.”
GIANNOTTI, José Arthur. Folha de S. Paulo, Caderno Mais, 12/05/2002.
Como se pode constatar no trecho do artigo, o terrorismo tem merecido especial atenção devido a transformações significativas que esse tipo de ação vem apresentando, sobretudo após os atentados de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos.
Considerando esse fenômeno em seus vários sentidos e formas de atuação, assinale a alternativa correta.
A) O terrorismo do século XXI caracteriza-se por estar circunscrito ao âmbito de um Estado Nacional, no qual um grupo luta por uma causa específica, como é o caso do IRA, o grupo separatista católico que reivindica a independência da República da Irlanda.
B) Dois fatores caracterizam mais fortemente as organizações terroristas atuais: o uso sistemático da violência como forma de atuação política e a sua estrutura em redes cujos centros de operação encontram-se dispersos nos mais diversos Estados.
C) Grupo terrorista característico do século XXI, a Al Qaeda, comandada por Osama Bin Laden, surgiu no Afeganistão como uma organização nacional e manteve sua atuação limitada à região do Oriente Médio.
D) Enquanto Chávez é acusado pelos EUA de apoiar os rebeldes marxistas da FARC, considerados terroristas por Washington, o líder líbio Muammar Kadafi, do Hezbollah, está se tornando um dos maiores defensores das ações terroristas praticadas no Oriente Médio.
E) Uma forma de terror pouco divulgada refere-se ao terrorismo de Estado, que, embora não admitido oficialmente, é adotado por organizações totalitárias como a OLP (Palestina), que utiliza métodos de tortura e execução para impedir a deserção de seus membros.

Gabarito: Letra B.
Os grupos terroristas no século XXI vêm se mostrando organizações globais, como a Al Qaeda. Eles ultrapassam os limites das fronteiras nacionais e utilizam formas variadas de violência contra os Estados

Questão 04
A questão está relacionada ao gráfico a seguir.
População por Idade, Anos %Total, Estimativa Para 2010
 
(Divisão da População da ONU)

A análise do gráfico e os conhecimentos sobre a dinâmica demográfica permitem afirmar que no grupo de países
(A) 1, a idade média da população supera os 30 anos, o que significa um elevado potencial de população economicamente ativa.
(B) 1, os governos locais necessitam criar políticas que atendam à saúde e educação de grande parcela de crianças e jovens da população.
(C) 1, há a necessidade de criação ou fortalecimento dos sistemas previdenciários para atender à demanda da população acima de 20 anos de idade.
(D) 2, o maior desafio é acelerar o processo de transição demográfica devido à grande proporção de adultos e idosos.
(E) 2, os Estados devem assumir posturas neoliberais para atender ao grande contingente de jovens e adultos no conjunto da população.

Gabarito: Letra B
O grupo 1 apresenta elevados índices de natalidade e de mortalidade (portanto, não está na transição demográfica) e tem uma quantidade de jovens muito maior que a de idosos. Por isso, deve se preocupar com políticas para esse público, como educação e saúde, de acordo com a alternativa B. Já o grupo 2 está no processo de transição demográfica, aparentemente com índices de natalidade e mortalidade caindo.

Questão 05
O “mundo árabe” é formado por 350 milhões de pessoas vivendo em 22 países (incluindo a Palestina). Observe o mapa. 
  
O Mundo dos Árabes 
  

  
  
  
(Carta Capital, Ano XV, n.º 557, 05.08.2009) 
  
Sobre esse mundo árabe, é correto afirmar que 
  
(A) representa um dos grupos étnicos mais integrados do globo e, politicamente, caracteriza-se pelo predomínio de Estados pouco democráticos. 
(B) mantém sua unidade política e religiosa por meio de integrações formais que têm sobrevivido às guerras civis em vários dos estados que o compõem. 
(C) forma um conjunto heterogêneo, pois mesmo o islamismo que dá aos árabes um traço de irmandade, também é motivo de guerras religiosas e políticas. 
(D) é o único bloco que tem sua sustentação baseada em um sólido tripé formado pela etnia, religião e afinidades políticas. 
(E) assumiu sua identidade étnica e política no final do século XIX e, no decorrer do século XX, expandiu-se sobretudo pelo continente africano.
Gabarito: Letra C.
Apesar da presença comum do islamismo unindo os grupos presentes no mapa, vários desses países estão em conflito, muitos deles religiosos – seja contra outros grupos ou mesmo entre muçulmanos, uma vez que estes se dividem em várias vertentes, como xiitas e sunitas.


Questão 06
Desde meados dos anos de 1960, as mulheres ingressaram de modo mais destacado no mercado de trabalho. Após décadas desse fato, pode-se afirmar que,

(A) depois das cotas femininas dos partidos políticos, houve um equilíbrio de gênero na indicação de líderes, pois as mulheres passaram a candidatar-se a cargos eletivos em todo o mundo.
(B) mesmo quando possuem a mesma escolaridade que os homens, recebem salários mais baixos e não chegam, na mesma proporção que eles, a postos de comando em empresas.
(C) apesar do aumento da participação feminina no mercado de trabalho, ela é menor no segmento informal, como evidencia a carência de empregadas domésticas nos grandes centros urbanos.
(D) ainda que elas tenham se tornado mais independentes, falta-lhes experiência em cargos de gestão, em função dos afazeres domésticos que predominam em seu cotidiano.
(E) depois da queda das taxas de natalidade, elas passaram a ser estimuladas a abandonar suas atividades profissionais, para aumentar o crescimento populacional.



Gabarito: Letra B
O ingresso da mulher no mercado de trabalho não foi acompanhado pela equidade de salários e oportunidades. Os homens continuam recebendo os maiores salários e ocupando os postos de comando das empresas (tanto nacionais como internacionais).


Questão 07
Analise a informação do esquema que se segue e responda:


Fonte: SMITH, Dan. Atlas dos Conflitos Mundiais. São Paulo: Cia. Ed. Nacional, 2007, p.67.

A Cite e explique dois conceitos demográficos abrangidos pelo contexto ilustrado.
B Diferencie os conceitos de área populosa e área povoada, ilustrando com os exemplos da faixa de Gaza e dos assentamentos judeus.
C Discorra sobre um aspecto geopolítico e um aspecto cultural-religioso que estão na base do conflito árabe-israelense e que se refletem nesse desequilíbrio demográfico.



Gabarito: 
A O infográfico apresenta os conceitos de população absoluta e relativa. População absoluta seria quantidade total de habitantes num determinado espaço e população relativa é a quatidade de habitantes por quilômetro quadrado no território.

B População absoluta é um conceito relacionado a noção de "populoso", ou seja, pelas informações da questão notamos que os palestinos, com 1.178.800 de pessoas, eram muito mais populosos que os colonos judeus, com apenas 6.900 pessoas, em 2005. Já o conceito de "povoado", relaciona-se com a população relativa, sendo assim, com o total de habitantes dividido por 60% do território, que é a parte pertencente aos palestinos, temos que em cada quilômetro quadrado de territorio palestino em Gaza vivem 5.451 pessoas, tornando este espaço muito mais povoado que nos 40% restantes em que vivem os colonos judeus que conta, portanto com 48 pessoas por quilômetro quadrado.

C Geopoliticamente, o conflito na região é complexo, pois Gaza é um território palestino ocupado por Israel durante a Guerra dos Seis Dias em 1967 e, desde então, a criação de assentamentos judeus é questionada por grupos palestinos, muitos deles terroristas, que lutam pela criação de um Estado muçulmano na Palestina. Sob o aspecto cultural-religioso, os dois grupos são muito diferentes, pois os palestinos são islâmicos sunitas de língua árabe, já os israelenses são judeus que tem como idioma o hebraico.



Questão 08

As previsões catastrofistas dos “neomalthusianos” sobre o crescimento demográfico e sua pressão sobre os recursos naturais não se confirmaram, notadamente, porque:

a)
 o processo de globalização permitiu o acesso voluntário e universal a meios contraceptivos eficazes, impactando, sobretudo, os países em desenvolvimento.
b) a nova onda de “revolução verde”, propiciada pela introdução dos transgênicos, afastou a ameaça de fome epidêmica nos países mais pobres.
c) as ações governamentais e a urbanização implicaram forte queda nas taxas de natalidade, exceto em países muçulmanos e da África Subsaariana, entre outros.
d) o estilo de vida consumista, maior responsável pela degradação dos recursos naturais, vem sendo superado desde a Conferência Rio-92.
e) os fluxos migratórios de países pobres para aqueles ricos que têm crescimento vegetativo negativo compensaram a pressão sobre os recursos naturais.


Gabarito: Letra C
A teoria demográfica neomalthusiana identificava a estrutura demográfica como a verdadeira causa do subdesenvolvimento. Segundo ela, países com muitos jovens possuem uma PEA reduzida dificultando seu pleno desenvolvimento. Porém tal fato não se concretizou, devido a uma redução acelerada das taxas de natalidade, gerada pelo intenso processo de urbanização no século XX.


Questão 09

Considere duas hipóteses sobre a origem do homem americano, que teria ocorrido há mais de 10.000 anos.
Hipóteses:

I.
 Migrações oriundas da Ásia, passando pelo Estreito de Bering.

II.
 Migrações oriundas da Polinésia, via Oceano Pacífico.

Quanto a fatos geográficos que as sustentam, é correto afirmar que a hipótese:

a)
 I apoia-se em uma grande elevação do nível do mar, fato que também teria aumentado a navegabilidade nessa região.
b) I explica-se pela ocorrência de glaciações que, diminuindo o nível do mar, teriam unido o Alasca à Sibéria, por terra.
c) II associa-se à ocorrência de inúmeras glaciações que teriam melhorado a navegabilidade, justificando a vinda pelas ilhas do Pacífico.
d) II relaciona-se à existência de diversas ilhas no Pacífico, que teriam se ligado muitas vezes por terra, durante as glaciações.
e) II refere-se à ocorrência de correntes marinhas equatoriais e de glaciações, que teriam facilitado a navegação no Pacífico.


Gabarito: Letra B
Existem várias teorias que explicam a chegada do homem primitivo à América. A mais aceita é a de que, durante um período de glaciação, uma passagem foi criada no Estreito de Bering, que liga a Ásia e a América


Questão 10

A recente urbanização brasileira tem características parcialmente representadas nas situações I e II dos esquemas acima. Considerando essas situações, é correto afirmar que, entre outros processos,

a)
 I representa a involução urbana de uma metrópole regional.
b) I representa a perda demográfica relativa da cidade central de uma Região Metropolitana.
c) II representa o desmembramento territorial e criação de novos municípios.
d) II representa a formação de uma Região Metropolitana, a partir do fenômeno da conurbação.
e) II representa a fusão político-administrativa de municípios vizinhos.


Gabarito: Letra D
O crescimento horizontal das cidades gera o fenômeno da conurbação, que leva à formação de uma Região Metropolitana


Questão 11

As pirâmides etárias acima representam dois modelos de estrutura demográfica de diferentes grupos de países.

a)
 Caracterize cada uma dessas pirâmides quanto às taxas de natalidade e à expectativa de vida.
b) Quais são as condições de desenvolvimento de países representados pela pirâmide etária I? Analise essa pirâmide, considerando aspectos econômicos, sociais e migratórios do grupo de países hipoteticamente representados.


Gabarito: 
a) A pirâmide I é típica de países mais ricos, apresenta taxa de natalidade mais baixa e expectativa de vida mais alta que a da pirâmide II.

b) Na pirâmide I, as melhores condições de saúde favorecem uma expectativa de vida mais alta. A maior presença da mulher no mercado de trabalho, a alta urbanização e o planejamento familiar fazem com que haja uma diminuição das taxas de natalidade.



Questão 12
“Pela primeira vez na história da humanidade, mais de um bilhão de pessoas, concretamente 1,02 bilhão, sofrerão de subnutrição em todo o mundo. O aumento da insegurança alimentar que aconteceu em 2009 mostra a urgência de encarar as causas profundas da fome com rapidez e eficácia.”
 Relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), primeiro semestre de 2009.
Tendo em vista as questões levantadas pelo texto, é correto afirmar que:

a) a principal causa da fome e da subnutrição é a falta de terra agricultável para a produção de alimentos necessários para toda a população mundial.
b) a proporção de subnutridos e famintos, de acordo com os dados do texto, é inferior a 10% da população mundial.
c) as principais causas da fome e da subnutrição são disparidades econômicas, pobreza extrema, guerras e conflitos.
d) as consequências da subnutrição severa em crianças são revertidas com alimentação adequada na vida adulta.
e) o uso de organismos geneticamente modificados na agricultura tem reduzido a subnutrição nas regiões mais pobres do planeta.



Gabarito: Letra C
Uma abordagem orientada apenas pelo aspecto econômico da fome poderia sugerir que as pessoas passam fome por não possuírem renda suficiente para a aquisição de alimentos. A partir do pós-guerra, os economistas e políticos apostaram no fato de que o desenvolvimento econômico acabaria com a miséria no mundo, em função da visão liberal pacifista. A partir de meados do século XX, no entanto, as posições políticas, os aspectos econômicos e populacionais do mundo, além de fenômenos como a Guerra Fria, competições bélicas, totalitarismo, crescimento descomunal das populações (o que aumenta o número de miseráveis), entre outros, desmentiram essa visão. Outros fatores têm forte influência sobre as carências alimentares, tais como as condições climáticas, geológicas, biológicas, sociais e culturais, que podem influenciar a disponibilização de alimentos para o consumo mínimo.


Questão 13


Os cartogramas selecionados dimensionam o planisfério, a partir do quantitativo de população mundial nos países e da repartição da riqueza mundial entre eles.

Com base nas informações contidas nos cartogramas:

a) explique por que o tamanho das representações referentes à China e Índia aparece inversamente proporcional às dimensões do Japão;

b) compare o indicador econômico renda per capita entre os EUA e o Brasil



Gabarito:
Os cartogramas, que são tipos especiais de mapas temáticos, nos permitem uma comparação visual mais rápida entre os países sobre determinado elemento selecionado. O tipo de cartograma utilizado na questão representa a superfície de diversos países em tamanhos proporcionais aos dados de população e de produto nacional bruto.

Sendo assim, o candidato deverá destacar que:

a) No cartograma sobre a população mundial, a China e a Índia apresentam dimensões maiores em relação ao Japão, na medida em que são os dois países mais populosos do mundo. Já no cartograma referente à repartição da riqueza mundial, o Japão se destaca em dimensão, pois apresenta um produto nacional bruto bem superior ao da China e Índia.

b) Sendo a renda per capita de um país o indicador econômico calculado pela divisão entre o produto nacional bruto e o total da sua população, podemos concluir que a renda per capita norte-americana é bem superior à brasileira. Isso pode ser explicado pelo fato de que o produto nacional bruto dos EUA é bem superior ao do Brasil, enquanto o número de habitantes dos dois países é bastante próximo.



Questão 14
Em dezembro de 2004, um tsunami varreu a costa de diversos países asiáticos e africanos, deixando aproximadamente 300 mil mortos e milhões de desabrigados. Vilas inteiras foram destruídas, enormes quantidades de sobreviventes precisaram caminhar dias até abrigos temporários, onde muitos vivem ainda hoje. Oito meses depois, o furacão Katrina chegou à costa do Golfo do México e colocou um milhão de norte-americanos na estrada. Nem seis semanas haviam se passado quando um terremoto de grandes proporções atingiu o sul da Ásia, numa tragédia que gerou inclusive acordos diplomáticos entre Índia e Paquistão – inimigos há décadas – para que a abertura da fronteira na região da Caxemira permitisse o fluxo de pessoas afetadas. Está cada vez mais claro que situações como estas são apenas a ponta de um grande iceberg. (...).
CAMPOS, André. Refugiados ambientais, 2006. (Adaptado.) 
a) A partir do trecho lido, explique o que são “refugiados ambientais”.

b) Explique por que se deve valorizar a criação de leis internacionais para a redução dos problemas socioespaciais gerados pelos refugiados ambientais



Gabarito:

a) São grupos humanos em deslocamento migratório devido a graves alterações no meio ambiente. Dentre essas alterações destacam-se: devastações territoriais provocadas por terremotos e maremotos, desertificação dos solos e secas prolongadas, inundação de terras agrícolas, destruição das fontes de água potável, assoreamento de corpos d’água, etc.

b) Porque esses fluxos demográficos não se restringem, em sua grande maioria, a um único território nacional, sendo que as fronteiras político-administrativas entre os países não limitam, em muitos casos, a circulação desses grupos, o que torna a regulação internacional imprescindível para as milhares de pessoas que buscam abrigo e salvaguarda de suas vidas e condições de sobrevivência.

Questão 15

Assinale a interpretação correta para o cartograma anterior.

(A) As taxas de mortalidade infantil no continente africano são elevadíssimas.
(B) O continente africano é o que possui a menor expectativa de vida do mundo.
(C) A África é um continente com baixa presença de mão de obra infanto-juvenil.
(D) O fluxo migratório interno do continente africano é limitado à sua faixa central.
(E) A natalidade nos extremos sul e norte da África é menor do que a da sua região central.

Gabarito: Letra C
O cartograma apresentado se refere às diferenças dos níveis de transição demográfica na África e, conforme a legenda, a fecundidade começa a diminuir em determinadas regiões do continente com mais intensidade do que em outras, o que afetará a natalidade, como as do extremos sul e norte do continente.

Nenhum comentário: